Anti-Aristocracia

Contra a aristocracia, as elites e os abusos de poder! Espaço de denúncia, de democracia social e política e de discussão do Poder!

quinta-feira, janeiro 19, 2006

A Nação

Este é um país morto, como atesta o estudo divulgado hoje. Somos, de um conjunto de doze países europeus, os mais "deprimidos". Somos os coitadinhos, os do moral em baixo!
Mas acredito piamente que no dia em que as instituições pseudo-democráticas portuguesas morrerem, o povo gritará bem alto: Viva a República!

quarta-feira, dezembro 28, 2005

A campanha, a campanha!

Manuel Alegre diz que o actual modelo económico leva ao desemprego e à exclusão, esquece-se é de dizer qual o modelo económico que quer para Portugal e se o pode pôr em prática. O resto são constatações de facto rídiculas e banais!

Mário Soares quer passar a meia-noite de 31 consigo. Reserve já!

A demagogia de Louçã leva-o a ter isto na sua página: "Quando questionado sobre se partilha as tarefas domésticas, Manuel Alegre, segundo o Público, reconheceu que não é propriamente um exemplo nessa matéria. «Não quer dizer que não o defenda na prática e que as novas gerações não sejam educadas nesse sentido.»"

O melhorzinho, ainda assim, é Jerónimo, que não tem atacado por atacar!

A Ingerência

Cavaco disse! O PS protestou. Cavaco desmentiu...
Mas afinal onde está o erro? Na ingerência de Cavaco nos assuntos do Governo? Estará em o PS não ter gostado? Ou, pura e simplesmente, tratou-se de uma invenção da imprensa?

Qualquer uma das situações será grave. Ou Cavaco disse e tem de admitir que disse; ou Cavaco não disse e a imprensa inventou; ou Cavaco disse e, por causa de o PS não ter gostado, desmentiu!
Que raio de candidato este que diz e não diz! Que raio de Governo que não aceita críticas e/ou sugestões! Que raio de imprensa que cria factos políticos!

Eu é que tenho dito!

terça-feira, dezembro 27, 2005

Candidata a frase do ano

"A figura de 2005 foi aquela que os portugueses fizeram perante o saque altruísta e impune dos dinheiros públicos a que se chamou, por eufemismo, Euro` 2004. Uma figura de urso, aliás imbatível ano após ano."
Frase de Alberto Gonçalves no
Correio da Manhã de hoje e em destaque no Público Online